Se você não fala, o outro não tem como saber!

Se você não fala, o outro não tem como saber!

Dani estava saindo com Pedro havia menos de um mês. Estavam se conhecendo e tudo ia muito bem! Até que, certo dia, aconteceu uma situação que incomodou Dani profundamente e nem tinha a ver com Pedro, embora estivessem juntos no momento do constrangimento.

Dani ficou irritada, em silêncio e com a cara fechada. Pedro considerou a reação dela um exagero e criticou seu comportamento de forma explícita. Ela pensou “ele não sabe do que está falando. Não sabe tudo o que aconteceu até chegar nesta situação!”. E ela estava certa. Ele não sabia mesmo.

Não sabia porque não estava junto desde o início da história. E não sabia também porque ela não contou, mesmo depois do comentário dele. Ficou brava pelo julgamento que ele fez sem que tivesse todas as informações e continuou em silêncio.

O fato é que, por conta disso tudo, ele foi embora antes do previsto e eles não se falam faz quase uma semana. Apesar das mensagens que ela tem mandado e das respostas evasivas e lacônicas dele, não estão se entendendo e ela não sabe o que está acontecendo.

Na sua opinião, quem errou? Dani ou Pedro?

Na verdade, houve uma falha de comunicação significativa entre os dois e agora ambos estão lidando com as consequências! E esse tipo de falha é extremamente comum entre os casais, infelizmente. Aliás, entre pessoas, seja qual for o tipo de relacionamento que elas tenham.

Agora, imagine essa falha sendo repetida por anos e anos a fio! Imagine o silêncio ocupando um espaço cada vez maior entre os dois! imagine uma sequência de mal entendidos e de situações não compreendidas por um e por outro!

Pronto! Está declarada a crise na relação. E se não cuidada, é certo que vai se transformar num desgaste desastroso do amor, da confiança, da conexão e da vontade de compartilhar sonhos, vida e sentimentos.

E aí? O que você quer para sua vida e para os seus relacionamentos? Clareza ou confusão? Conversas ou silêncios? Aproximação ou distância? Confiança ou desconexão?

Imagino (e espero) que você queira tudo de bom e de melhor para você e para as pessoas que ama. Então, anota aí: é absolutamente necessário que você se expresse. Converse, fale, esclareça o que está pensando e sentindo.

Mas não precisa fazer isso acusando o outro, criticando as atitudes e comportamentos dele. Veja como Pedro e Dani poderiam ter feito diferente:

Certo dia, aconteceu uma situação que incomodou Dani profundamente e nem tinha nada a ver com Pedro, embora estivessem juntos no exato momento do constrangimento. Dani ficou irritada, em silêncio e com a cara fechada. Pedro considerou a reação dela um exagero, mas resolveu tentar entender o que estava acontecendo.

Ele disse que, em princípio e na opinião dele, aquele comportamento dela parecia exagerado, mas que gostaria de entender porque ela estava se sentindo daquela forma. E ela, por sua vez, teria, no mínimo, duas opções: ou contaria a Pedro tudo o que tinha acontecido e por que ela estava tão arrasada OU diria que naquele momento não se sentia em condições de falar porque estava muito irritada, mas que assim que melhorasse ela iria explicar. Poderia até se desculpar pelo silêncio e explicar a ele que é assim que ela lida com a irritação, mas que logo passaria.

Diante dessa clareza, o mais provável é que os dois se sentissem cúmplices um do outro, acolhidos e ouvidos e que ficasse tudo bem! O que você acha?

Quais novos comportamentos você poderia ter diante de uma situação como essa? De que forma você poderia ser mais clara e gerar uma comunicação muito mais criativa e eficiente com as pessoas?

Enfim, quanto você está disposta a investir no sucesso do seu relacionamento e na construção diária do seu amor?

>> Viva o Amor que Você Merece – Programa Online para Viver um Relacionamento de Gente Grande! (http://vivaoamorquevocemerece.com.br/viver-pleno/)

2 Comments
  • Cristina correa

    12 de junho de 2017 at 12:06 Responder

    Eu sou assim é todas as área da minha vida, não falo o que me chateia, nao tenho comunicação quando vvoupartilha alguma coisa sempre partilho com pessoas que nao sabem acolher e me põe pra baixo. Hoje vivo inconflito comigo mesma por nao ter coragem de falar ou de fazer, algo me trava o tempo todo.

  • Glaucia

    12 de junho de 2017 at 14:29 Responder

    Eu sou clara, objetiva, dialogo. Porém, meus parceiros agem como o Pedro da sua narrativa. E as coisas não se desenvolvem. Então, o que fazer quando o parceiro não coopera?

Post a Comment