Por Rosana Braga

Você tem a sensação de que essa tristeza é a maior e a mais profunda que já sentiu em toda a sua vida? De que ela nunca vai passar ou diminuir? Não tem ideia de como vai conseguir viver sem essa pessoa, esse relacionamento? De como vai superar essa dor e voltar a acreditar que pode ser feliz no amor?

Sente como se seu mundo estivesse desmoronando? Como se nada mais fizesse sentido e tudo ao seu redor tivesse perdido a cor e a graça? Adoraria que existisse um remedinho, qualquer coisa que arrancasse todos esses sentimentos e pensamentos que não param de atormentar e machucar você mais e mais?

Pois muito bem! Escute bem o que vou dizer! Ou melhor, leia cuidadosamente o que vou escrever! Você, eu e mais alguns bilhões de pessoas em todo o mundo já passamos por situações muito, muito parecidas com a sua!

Sendo mais específica, 86% das pessoas em todo o mundo já sofreram por amor de forma tão intensa que tiveram exatamente essa sensação: a de que nunca mais iriam se recuperar e, pior, de que essa dor demoraria mais tempo para passar do que elas poderiam suportar!

Ok, eu sei que saber disso não adianta muita coisa. Que a sua dor continua a doer. Mas se você considerar verdadeiramente que ela vai passar (por mais difícil que seja acreditar nisso neste momento), ela vai passar bem mais rapidamente.

E, mais do que isso: vai se tornar muito mais fácil lidar com ela de uma forma menos pessimista. Porque quando a gente fica pessimista, enxerga o que está ruim como definitivo, generalizado e insuportável.

Mas quando você abre espaço ao seu otimismo, essa fase começa a servir para tornar você mais madura, mais experiente e com muito mais clareza do que quer e do que não quer. 

A dor ensina. Precisa ensinar. Observe: talvez a sua dor seja decorrente de sentimentos como abandono, traição ou sentimento não correspondido. Ou talvez seja decorrente de arrependimento, de não ser perdoada ou de não saber mostrar o que sente.

Mas seja qual for a fonte, sua dor está tentando te mostrar algo extremamente valioso. O que é? A resposta é óbvia! É fato que todos nós sofremos, porque sofrer faz parte da vida e tem sua função. 

Porém… se você sofre sem aprender e por mais tempo do que deveria, se você sofre se perdendo e se machucando ainda mais, em vez de procurar meios de se curar e crescer, a razão é uma só: falta de amor próprio. Autoestima debilitada!

E enquanto você não se valorizar e não se reconhecer, vai continuar aí chorando, se lamentando, reclamando, alimentando mágoa, raiva ou qualquer tipo de pensamento repetitivo e negativo. E só vai conseguir um resultado: mais dor!